Arquitetura de TI nas empresas: estratégia corporativa

Arquitetura de Ti como parte estratégica do negócio

Mesmo que nem todos os gestores da sua empresa enxerguem, existem processos de Tecnologia da Informação que estão diretamente conectados ao sucesso do negócio. A arquitetura de TI é uma dessas atividades, já que contribui para todas as áreas da companhia.

Quer saber mais sobre arquitetura de TI, sua importância e benefícios? Continue lendo e entenda porque é preciso investir nesse processo.

 

O que é arquitetura de TI?

Arquitetura de TI pode ser considerada a capacidade de projetar e entregar uma estratégia de tecnologia com valor para a empresa. Ou seja, quem trabalha nessa área tem a habilidade de analisar o ambiente de TI, a equipe e as suas expertises, saber como tudo funciona e avaliar o nível de maturidade da empresa. Só assim será possível usar a Tecnologia da Informação para resolver problemas do negócio – atuando nas diferentes áreas para que projetos e soluções sejam integrados com sucesso em um ambiente operacional.

Se o profissional encarregado da arquitetura de TI é responsável por um trabalho tão importante, ele precisa ter muitos conhecimentos, certo? Certo! O arquiteto de sistemas e soluções precisa ter domínio das tecnologias, dos objetivos corporativos, necessidades da empresa e saber se relacionar com os demais gestores da companhia, para que consigam entender a importância de investir na área.  

 

A arquitetura de TI da sua empresa precisa ser feita de maneira que a infraestrutura seja capaz de acompanhar o crescimento e as diferentes demandas do negócio. Ela oferece um ambiente produtivo, seguro e sempre de acordo com as necessidades corporativas.

 

Importância da arquitetura de TI

Muitas pessoas podem confundir e achar que arquitetura de TI é a mesma coisa de contar com um um time com múltiplas habilidades para resolver todos os problemas da área. A questão é que o processo precisa dos profissionais especialistas, mas nem sempre uma equipe completa realiza o projeto, implantação e manutenção da arquitetura de maneira efetiva. A arquitetura precisa ser documentada, analisada, atualizada e está sempre em transformação para ajudar a companhia a gerar novas oportunidades. Ela é responsável por, entre outras coisas:

 

Melhorar o desempenho dos recursos de TI

Uma arquitetura de TI eficiente dimensiona a infraestrutura para a demanda existente, oferecendo aos usuários rede e sistemas eficientes. Recursos lentos tornam o trabalho mais demorado, reduzindo a produtividade das áreas e comprometendo o acesso a informações importantes e estratégicas.

 

Oferecer disponibilidade

Quando um recurso não está disponível, ele impossibilita que atividades sejam realizadas. Imagine ficar sem vender por falta de acesso aos dados do cliente ou do estoque? É preciso fazer o bom planejamento da infraestrutura e criar opções para quando algo não funciona. Por exemplo: se o servidor A falhar, o acesso será feito pelo servidor B na cloud. Ter todos esses processos planejados evitará prejuízos.

 

Garantir segurança

Ao planejar os recursos de TI da empresa, é preciso incluir soluções que protejam os dados da companhia de ameaças externas (uma delas ganhou ainda mais destaque em 2017 devido aos ataques feitos em todos o mundo, os ransomwares). Firewall UTM, anti-spam, backups e outros são essenciais para garantir a segurança da informação tanto para sua empresa como para os clientes dela.

 

Fazer bom uso dos recursos disponíveis

Nenhuma empresa quer gastar mais do que precisa com pessoal e equipamentos, por isso é papel da arquitetura de TI aproveitar os recursos e os pontos fortes da estrutura existente e oferecer melhorias e atualizações. Isso inclui utilizar os appliances existentes enquanto oferecerem o que a empresa precisa e manter contratos com fornecedores e parceiros (outsourcing de TI) para que esteja sempre preparada.

Claro que isso não significa parar de fazer novos investimentos. O projeto de arquitetura deve ser constantemente reavaliado, assim como o ambiente e os relatórios de utilização, para que gargalos sejam eliminados e a área melhore ainda mais.

 

Como manter (iniciar) uma rotina de análise de infraestrutura

Uma arquitetura de TI eficiente leva em consideração o orçamento da companhia, as necessidades que possui, oportunidades que deseja gerar ou aproveitar, riscos e objetivos estratégicos. Por ser tão importante, precisa ser feita por profissionais capacitados ou por parceiros qualificados para o trabalho. A rotina, inclui:

 

Documentar a estrutura existente. Incluir uma representação dos sistemas que demonstre as integrações, serviços utilizados e ambientes.

Entender os pontos positivos e negativos. Documentar as características das soluções existentes e os pontos de melhoria para acompanhamento.

Analisar como os pontos fortes e fracos interferem nos objetivos do negócio. Entender como a arquitetura está interferindo nos resultados da empresa.

Definir o modelo de arquitetura de TI ideal. Planejar a estrutura que a empresa deve ter e o modelo de funcionamento. Acrescentar requisitos necessários e os desafios.

Planejar migração e outras mudanças. Entender como a rotina da empresa será afetada por isso e adequar todas as ações necessárias.

Fazer acompanhamento. Conferir o andamento da infraestrutura de TI e observar oportunidades de melhoria. Ajustar o que for necessário e documentar.

 

Papel estratégico da TI

Segundo o vice-presidente de pesquisas do Gartner, a Tecnologia da Informação deve conduzir o processo de transformação digital das empresas. Esse importante papel se deve ao fato de a área conhecer todas os dados utilizados pela companhia e por estar cada vez mais envolvida nos negócios. A capacidade de gerar mudanças da área pode, inclusive, levar a uma mudança de nomenclatura, passando a se tornar Tecnologia de Negócios.

Mas, o que isso tem a ver com arquitetura de TI? Tudo! É essa importância da área que separa empresas bem preparadas para o crescimento e protegidas das ameaças das demais.

A sua empresa aplica as práticas indicadas pelas normas de Segurança da Informação? Essa é uma ótima maneira de estar preparada e de alcançar um Sistema de Gestão da Informação protegido e auditado. Saiba mais sobre as normas em nosso artigo.

 

Arquiteto de Soluções da Any Consulting, possui 12 anos de experiência em telecomunicações e infraestrutura de TI. Atuando na coordenação e elaboração de projetos para organizações governamentais e privadas. Possuí as certificações profissionais CCNA R&S + CCNP R&S + ITIL + IPv6 Enginner + Avaya ACIS e ACSS.

Assuntos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *