Com tantas ameaças virtuais em constante mutação tentando acessar os dados da sua empresa, todo o cuidado é pouco. Processos, equipamentos, sistemas, gestão e o comportamento do usuário precisam estar bem ajustados para evitar grandes prejuízos. É aí que entra a importância da visibilidade das informações de TI.

Ao conhecer e entender tudo o que acontece na rede física e na nuvem da companhia, o gestor será capaz de agir preventivamente, estando à frente das principais ameaças e garantindo agilidade, produtividade e disponibilidade.

Abaixo, você entenderá melhor a importância da visibilidade das informações de rede para a segurança dos dados, as ameaças a que estamos sujeitos, os benefícios dessa prática e como alcançá-la. Continue lendo!

 

Visibilidade das informações de TI: entendendo a importância

Se a sua empresa já entende que a TI é fundamental para o sucesso do negócio, muito provavelmente vocês já investem em equipamentos, gestão e políticas de segurança. Big data já está no radar, assim como machine learning e, mais do que nunca, os dados são o ativo mais importante da companhia.

E, se os dados são a grande “sacada” de um negócio, a segurança deles deve ser garantida. Mas, como? A resposta é simples, embora colocá-la em prática não seja: com a visibilidade das informações!

Ter visibilidade significa monitorar facilmente tudo que acontece na rede e nos dispositivos a ela conectados para entender possíveis brechas e os impactos que os ataques podem gerar. É acompanhar continuamente para prever ameaças e agir proativamente. Além da segurança, ela permite aumentar a produtividade dos funcionários, a agilidade e a disponibilidade da rede.

Na prática, a visibilidade de TI é a capacidade de controlar, continuamente, os processos, atividades e demais transações tecnológicas da empresa. Com ela, a gestão é capaz de entender se a TI está alinhada aos objetivos do negócio e adequar os processos realizados.

 

Mas, o que é preciso para obter visibilidade da TI?

Implementação de ferramentas de controle e especialistas capazes de traduzir as informações obtidas.

Não basta um painel onde números e nomes de servidores apareçam, é preciso que os dados sejam completos e reunidos de maneira simples. Da mesma forma, não basta fazer consultas de DNS e rastreamento de rota. Appliances de segurança, sistemas, arquitetura bem definida, controle de acessos e profissionais capazes de compreender e agir proativamente para evitar falhas e perda de tempo são fundamentais. Com a hiperconvergência, é preciso cobrir todos os pontos de contato da rede.

 

Quais são as ameaças à rede da minha empresa?

Como já sabemos, as ameaças são inúmeras. Novos vírus, malwares e ataques surgem o tempo todo e evoluem quando empresas criam uma forma de se proteger.

Para estar à frente dos ataques, as companhias precisam entender a importância da TI, tratando-a como área estratégica do negócio. Afinal, não adianta ser o melhor em um setor se os seus dados e os dos seus clientes estiverem vulneráveis.

Entre as ameaças mais comuns à rede, estão:

Aplicações de risco: é o caso de sistemas de acesso anônimo a internet, redes de compartilhamento de arquivos via protocolo P2P (como o famoso Torrent), sites de armazenamento na nuvem (como o OneDrive e o DropBox) e sistemas de administração remota da rede (como o TeamViewer). São aplicações extremamente úteis e necessárias, mas que podem ser utilizadas por pessoas mal-intencionadas.

Tentativas de intrusão: quando hackers tentam entrar no seu sistema para utilizar os dados. Essas tentativas são feitas através da instalação de um software quando alguém abre um e-mail ou entra em um site malicioso, por exemplo. Os mais comuns são bots, malwares e ransomwares. (O firewall é fundamental nessa etapa, mas não suficiente!)

 

Por que minha empresa não tem visibilidade?

Os motivos podem ser vários.

A gestão pode não perceber a importância da visibilidade, os funcionários podem estar tão ocupados com atividades operacionais que não têm tempo para gerenciar a parte estratégica (para resolver isso, é interessante pensar em outsourcing de TI), a implementação da rede pode ter sido ruim etc.

Inclusive, algo que é mais comum do que se imagina é a empesa contar com toda a parte tecnológica necessária para controle e acompanhamento total, mas não receber as informações. Não adianta ter as informações se você não for capaz de usá-las e interpretá-las. Saber se você está protegido é fundamental para realmente se proteger.

 

Benefícios da visibilidade dos dados de TI

Como já foi dito, a visibilidade é importante para segurança, eficiência e produtividade.

A empresa consegue alinhar os recursos tecnológicos aos objetivos estratégicos do negócio e ao trabalho dos colaboradores. Com o mapeamento de atividades, é possível encontrar dificuldades e falhas nos processos e buscar ajustá-los para um melhor funcionamento.

  • Agilidade: você consegue encontrar pontos em que a agilidade da rede e dos processos são prejudicadas, além de outras oportunidades de melhoria (isso, inclusive, pode gerar economia);
  • Qualidade: ao fazer tudo conforme as necessidades da empresa e de acordo com os objetivos de negócio, os resultados são melhores;
  • Transparência: todas as atividades feitas no âmbito da empresa serão visíveis;
  • Produtividade: a rede funciona melhor e a disponibilidade aumenta, com isso os funcionários possuem mais condições de trabalhar bem;
  • Controle: o gestor utilizará dados reais para tomar decisões;
  • Segurança: o controle total permite que a empresa se proteja de ataques e falhas que coloquem os dados em risco. Esse é um benefício extremamente importante, uma vez que vazamentos de informações geram perdas financeiras diretas e processos judiciais de terceiros. Organizações de todos os tamanhos e setores podem ser atacadas.

Atenção! Mesmo com sistema de segurança, o usuário é a parte mais frágil por estar sujeito a erros imprevisíveis.

 

Informação importante para as empresas!

Os equipamentos e softwares da rede corporativa são de propriedade da empresa e, em caso de cybercrimes cometidos por funcionários durante o expediente, o empregador pode ser responsabilizado civilmente. Isso porque, ao assumir os riscos do empreendimento, o patrão teria a culpa in eligendo, adotada pelo Código Civil Brasileiro e considerada na Súmula nº 341, do Supremo Tribunal Federal.

A visibilidade reduz esse tipo de risco!

Como ter controle sobre a sua TI?

É preciso uma infraestrutura segura, com profissionais capazes de compreender e agir antes que os ataques se concretizem. Além de processos e tecnologia, o comportamento do usuário é fundamental para a segurança e por isso é necessário ter políticas e treinamentos para lembrá-lo de suas responsabilidades.

Da mesma forma, o acesso de dispositivos de terceiros à rede é também um ponto de vulnerabilidade e precisa ser controlado através de camadas de proteção, que evitam que pessoas sem autorização tenham acesso às informações mais confidenciais.

Ou seja: é preciso ter equipamentos que ofereçam a funcionalidade correta e consigam atender as premissas do negócio (de visibilidade e armazenamento); planejamento de projeto com análise de requisitos (tipo de acesso, quantas pessoas, tipo, nível – hierarquia do acesso –, conectividade – matriz e filial), antivírus, antimalware etc.

 

No entanto, mesmo que seja possível citar alguns passos básicos para o alcance da visibilidade das informações de TI, cada empresa possui uma necessidade diferente e está em um determinado patamar tecnológico. Por isso, para ter certeza de onde começar, é necessário fazer uma avaliação aprofundada da estrutura. Se você não possui mão de obra ou infraestrutura para isso, a Any Consulting pode ajudar. Entre em contato agora mesmo!

 

 

 

 

 

Saulo Costa

Saulo Costa

Especialista em Telecomunicações em Any Consulting
Possui 9 anos de experiência em telecomunicações e infraestrutura de TI. Atua na elaboração de projetos para organizações governamentais e privadas. Possui as certificações profissionais CCNA R&S + Avaya ACSS + MCP + ITIL.
Saulo Costa