Atualizado em

Investir em um servidor para sua empresa é uma boa maneira de garantir o alto desempenho do sistema e evitar dores de cabeça com a perda de arquivos importantes. Os equipamentos proporcionam mais segurança, estabilidade e organização aos dados armazenados e podem ser utilizados por qualquer companhia com dois computadores ou mais. Mas, para fazer a escolha certa, é preciso entender quais tipos de servidores estão disponíveis no mercado e qual é o mais adequado para a sua necessidade.

Nesse texto, você vai entender: 

  • O que é um servidor 
  • A diferença entre servidor local e cloud server 
  • Como saber se sua empresa precisa de um servidor 
  • Tipos de servidores e seus usos mais comuns 
  • Backup em nuvem
  • Soluções adequadas para o perfil da sua empresa

O que é um servidor

Um servidor é um hardware ou um software que centraliza o fornecimento de dados a uma rede de computadores, dispositivos móveis e a outros periféricos. Com uma potência maior e peças mais robustas que a de um desktop comum, ele é capaz de atender a cargas mais intensas de trabalho com maior produtividade e confiabilidade. O servidor funciona com um sistema operacional especializado, apropriado para rodar diversos aplicativos simultaneamente, como e-mails, impressoras e aparelhos de fax, calendários e base da dados compartilhados, além de softwares mais complexos.

Por meio de um servidor, também é possível realizar gerenciamento remoto na rede de computadores, como a instalação de programas, a gestão de usuários e senhas e a realização de manutenções e backups de rotina.

 

Servidor local vs. cloud server 

Fator bem importante para levar em consideração neste contexto são as vantagens do uso de um cloud server.  Se, por um lado, a empresa pode optar pela aquisição de um servidor físico local, adquirindo equipamentos e contratando mão de obra para manutenção, por outro, a contratação de espaços de armazenagem remota também é uma opção. Fizemos aqui no blog, um artigo específico sobre as vantagens do cloud server, que, no geral, minimiza os custos e melhora a eficiência das empresas.  

 

Como saber se eu preciso de um servidor?

Se a sua empresa possui dois computadores ou mais, você já pode considerar o investimento em um servidor. Avalie as necessidades da sua equipe, antes de fazer a compra:

Compartilhamento e gerenciamento de arquivos

Com um servidor, os dados da sua empresa ficam armazenados em um só local. Isso permite o acesso e compartilhamento de arquivos de vários computadores diferentes, evita a geração de várias versões de um mesmo documento e reduz o risco de perda de informações importantes. Também é possível centralizar o serviço de domínio – como o gerenciamento de usuários e senhas de acesso – e a gestão de e-mails, agilizando o serviço de correio eletrônico. 

O armazenamento de dados centralizado também facilita a futura migração de arquivos e documentos, caso a rede de computadores seja substituída. 

Conexão remota

Por meio de um servidor, sua equipe tem acesso aos arquivos e ferramentas de software necessários ao trabalho durante viagens ou deslocamentos de rotina.

Hospedagem de aplicações

Se sua empresa possui aplicações críticas para o negócio, como softwares CRM ou ERP, investir em um servidor para hospedá-las é uma boa opção para facilitar seu desenvolvimento e gerenciamento.

Backup de dados

unificação do processo de backup é outra vantagem dos servidores, pois evita a realização de backups duplicados e garante mais confiabilidade ao sistema.

Conexão a periféricos 

O servidor oferece a possibilidade de fazer uso compartilhado de impressora, central de fax e outros periféricos, organizando o fluxo de trabalho em fila e aliviando a carga dos computadores locais.

 

Também é essencial pensar qual espaço você terá disponível para armazenar o servidor, já que os tipos de servidores variam em tamanho e formato.

 

Conheça os tipos de servidores e seus usos mais comuns

 

Torre

O servidor torre é considerado o mais básico e ocupa o espaço equivalente ao de um desktop. Assim, o modelo é indicado para pequenas empresas, que não dispõem de sala de dados específica para armazenar os servidores. É possível escolher o número de processadores e discos rígidos que você deseja ter, adaptando o equipamento às necessidades e ao tamanho da sua equipe e também na função que ele irá desempenhar. É recomendado como o primeiro servidor de uma empresa com necessidades básicas de infraestrutura de TI.

Blade

A palavra blade, que vem do inglês e significa lâmina, já indica as dimensões reduzidas desse tipo de servidor, que é armazenado dentro de um chassi ou gabinete. Apesar do tamanho menor, os servidores do tipo blade são ideais para necessidades mais avançadas de infraestrutura de TI, como o desenvolvimento de data centers e hospedagem de serviços web, pois, são modulares e podem facilmente crescer de acordo com sua necessidade.

Cada servidor blade é formado por um microprocessador, barramentos e memória, e o conjunto de blades compartilha a conexão de rede, o sistema de refrigeração e o fornecimento de energia. Com custo de manutenção baixo, ele tem operação simples e apresenta menos possibilidades de falhas, já que não possui componentes móveis.

Rack

Os servidores rack são indicados para atender necessidades de infraestrutura de TI complexas, típicas das grandes empresas. O modelo alia o alto desempenho ao melhor aproveitamento do espaço, pois permite a inclusão ou retirada de servidores conforme a demanda. Um rack suporta um grande volume de servidores, roteadores, switches e outros equipamentos no mesmo espaço. Com ele, também é possível fazer a manutenção e substituição de cabos de maneira ágil e organizada.

É recomendado que os servidores em rack sejam armazenados em uma sala ou ambiente com temperatura controlada – ao contrário do modelo em torre.

 

Conheça o backup na nuvem 

Como você pode ver acima, o backup é uma das principais funções dos servidores. Ter uma cópia de segurança dos seus dados mais importantes é essencial para mitigar danos em caso de imprevistos. Assim como todo o serviço de um servidor, o backup também pode ser feito remotamente. Ao contratar um backup na nuvem, a empresa pode encontrar uma solução muito mais segura e eficiente. Para saber mais, dê uma olhada no artigo específico que fizemos sobre o assunto. 

 

Soluções para a realidade da empresa 

As inovações em armazenamento na nuvem, que tem sido tendência dentre as empresas, são muito vantajosas. Porém, não adianta tomar nenhuma decisão sem considerar as peculiaridades de seu negócio. Em parceria com uma equipe confiável e qualificada é possível tirar vantagens dos planos de contratação com valores flexíveis, além de alternativas de transição ou mescladas. Um exemplo são as nuvens híbridas, que aliam aspectos dos servidores locais com cloud servers. Assim, é possível maximizar o sigilo de parte dos dados e minimizar custos com um armazenamento financeiramente mais eficiente do restante. O importante é entender o negócio e contar com quem possa auxiliar a encontrar a melhor alternativa.  

Any Consulting possui parceria com grandes fornecedoras de armazenamento na nuvem, como a Azure e a AWS. Seja para o uso de cloud server, backup na nuvem ou soluções híbridas de armazenamento. Não perca tempo, entre em contato e aproveite a chance de usufruir desses benefícios! 

Autor

Leandro Lima
Leandro Lima
Possui 12 anos de experiência em telecomunicações e infraestrutura de TI. Atuando na coordenação e elaboração de projetos para organizações governamentais e privadas. Possuí as certificações profissionais CCNA R&S + CCNP R&S + ITIL + IPv6 Enginner + Avaya ACIS e ACSS.